Análise: Aegis Defenders (Multi)

Sempre gostei de jogos do gênero tower defense, principalmente por causa da estratégia necessária para dar conta de inúmeras ondas de inimigos. Aegis Defenders me intrigou com sua proposta: combinar ação e plataforma 2D com tower defense. Além disso, o título apresenta quatro heróis distintos, sendo imprescindível alternar entre eles para sobreviver. O jogo consegue executar razoavelmente bem essa mescla de conceitos tão diferentes, por mais que existam tropeços pelo caminho.

Continue Lendo “Análise: Aegis Defenders (Multi)”

Anúncios

Análise: Iconoclasts (Multi)

Iconoclasts, em uma primeira olhada, parece ser um jogo vindo direto da era 32 bits com seus gráficos coloridos e pixel art detalhada. Esforço de um único desenvolvedor, que levou sete anos para terminar o trabalho, o título explora vários conceitos consagrados, como plataforma, mapas repletos de segredos e habilidades que permitem revisitar áreas anteriormente inalcançáveis. Pode parecer mais do mesmo, porém Iconoclasts tem algumas características que o destaca em relação a outros jogos do gênero. Continue Lendo “Análise: Iconoclasts (Multi)”

Análise: Celeste (Multi)

Para confrontar problemas internos, Madeline decide escalar uma montanha, mesmo não sendo uma exímia escaladora. Para desbravar a montanha Celeste, a garota vai ter que enfrentar inúmeros desafios de plataforma em uma jornada de dificuldade acentuada. Pelo caminho, Madeline é forçada a descobrir mais sobre si mesma para sobreviver, ao mesmo tempo em que investiga os mistérios do lugar. Continue Lendo “Análise: Celeste (Multi)”

Análise: World to the West (Multi)

Depois do sucesso do título de puzzle e plataforma 2D Teslagrad (Multi), a desenvolvedora Rain Games resolveu criar uma continuação bem diferente. O resultado é World to the West, um título que apresenta uma aventura 3D repleta de puzzles espalhados por um mundo imenso, sendo o diferencial é a possibilidade de controlar quatro personagens que precisam trabalhar em conjunto para superar os desafios. O jogo foi lançado para PC, PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch. Continue Lendo “Análise: World to the West (Multi)”

Meus jogos favoritos de 2017

O ano de 2017 foi bem intenso no mundo dos jogos. Neste ano, a Nintendo lançou o Switch, o seu novo console híbrido, que já recebeu jogos excepcionais, como The Legend of Zelda: Breath of the Wild e Super Mario Odyssey. Os outros consoles também receberam ótimos jogos e vários títulos indies interessantes surgiram.  Continue Lendo “Meus jogos favoritos de 2017”

Análise: Hand of Fate 2 (PS4/PC)

 

Jogar Hand of Fate 2 me trouxe a sensação de estar participando de uma sessão de RPG de mesa: um mestre de jogo guia uma aventura repleta de escolhas baseadas em cartas. Combinando vários gêneros, como montagem de baralhos, ação e roguelike, a continuação do título de 2015 melhora boa parte dos aspectos do original, trazendo uma experiência mais variada e cativante. Continue Lendo “Análise: Hand of Fate 2 (PS4/PC)”

Análise: The Mummy Demastered (Multi)

Jogos baseados em grandes blockbusters do cinema costumam não chamar a atenção por conta da qualidade duvidosa de muitos. The Mummy Demastered é um título que quebra essa regra. Lançado para PC, PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch, o jogo utiliza o material de origem somente como inspiração, resultando em uma aventura competente e divertida. Continue Lendo “Análise: The Mummy Demastered (Multi)”

Análise: Mystik Belle (Multi)

Quando o preparo de uma poção mágica a ser utilizada em um ritual especial é sabotado, sobra para uma aprendiz de feiticeira a tarefa de coletar novos ingredientes. É assim que começa Mystik Belle, um carismático título indie para PlayStation 4, Xbox One e PC. A aventura da bruxinha mescla plataforma e resolução de enigmas, resultando em uma experiência agradável. Continue Lendo “Análise: Mystik Belle (Multi)”

Análise: SteamWorld Dig 2 (Multi)

 

SteamWorld Dig apareceu sem nenhum aviso e foi um grande sucesso: o título de mineração e plataforma cativou jogadores e foi lançado para vários consoles. Depois de um ótimo spinoff de estratégia, a desenvolvedora Image & Form resolveu investir em uma continuação direta. SteamWorld Dig 2, lançado para PC, PlayStation 4, PS Vita e Nintendo Switch, mantém a forma básica ao mesmo tempo em que adiciona novidades e ameniza vários dos problemas do original. O resultado é uma experiência familiar, viciante e variada. Continue Lendo “Análise: SteamWorld Dig 2 (Multi)”

Análise: Tooth and Tail (PC/PS4)

O gênero estratégia em tempo real (ou RTS, real time strategy) afasta muitos jogadores por conta de sua complexidade e curva de aprendizado. Tooth and Tail, título independente lançado para PlayStation 4 e PC, pega os conceitos básicos de RTS e os destila em uma experiência compacta. Comandos simples e poucas características para administrar fazem com que o jogo tenha partidas ágeis, sem deixar de ser também complexo e interessante. Continue Lendo “Análise: Tooth and Tail (PC/PS4)”