Nos ouvidos #19: Grimes — We Appreciate Power

Grimes lançou “We Appreciate Power”, uma nova música três anos após seu último disco, Art Angels. Desde que ouvi a faixa pela primeira vez não consegui parar de ouvir. Continue Lendo “Nos ouvidos #19: Grimes — We Appreciate Power”

Anúncios

Nos ouvidos #18: Mitski — Nobody

Mitski me conquistou com sua voz marcante: seu timbre é suave e firme ao mesmo tempo. O som da cantora é uma espécie de pop-rock com um toque de indie, sensação essa alcançada com o uso de guitarras e pianos nas músicas.

Continue Lendo “Nos ouvidos #18: Mitski — Nobody”

Nos ouvidos #17: Grimes — REALiTi

“Exótica” é uma palavra que eu usaria para descrever Grimes. A música da artista canadense é um forte misto de experimental, eletrônica e dream pop, com vocais e trechos bem inusitados e elaborados. É um som que, em um primeiro momento, pode causar estranheza: Grimes usa muitos elementos nada usuais em suas composições. Como fã de “música estranha”, gosto bastante do trabalho da cantora.

Continue Lendo “Nos ouvidos #17: Grimes — REALiTi”

Nos ouvidos #16: Leah Dou — Brother / May Rain / Whistler’s Riddle

Em um primeiro momento, pode ser difícil identificar a nacionalidade de Leah Dou. A cantora é chinesa, porém ela usa um inglês límpido em suas composições, algo raro quando se trata de artistas asiáticos. O som de Leah se destaca com a combinação de vocais suaves e melodias elaboradas, resultando em uma música que navega entre o pop, indie, eletrônico e experimental.

Continue Lendo “Nos ouvidos #16: Leah Dou — Brother / May Rain / Whistler’s Riddle”

Nos Ouvidos #15: Kimbra — Top of the World

Conheci Kimbra por meio do excelente clipe da música Settle Down que é uma das minhas músicas favoritas até hoje. Continuei acompanhando o trabalho da cantora e compositora neozelandesa, e em abril de 2018 ela lançou um novo álbum intitulado Primal Heart.

Continue Lendo “Nos Ouvidos #15: Kimbra — Top of the World”

Nos ouvidos #14: Alice Merton — No Roots / Lash Out

O som de Alice Merton é um pop com guitarras, baixo bem marcante, piano utilizado timidamente no momento certo e a voz poderosa da cantora. Esses elementos, quando combinados, criam músicas vigorosas, como pop deve ser. Alice Merton é uma promessa para 2018 e ela já me conquistou.

Continue Lendo “Nos ouvidos #14: Alice Merton — No Roots / Lash Out”

Nos ouvidos #13: Garden City Movement — Slightly All the Time

Acordes de sitara, uma espécie de alaúde indiano, foi o que me chamou a atenção na música da banda Garden City Movement. Depois, me vi conquistado por composições repletas de elementos nada usuais — é um som que mescla pop, eletrônico, chillout e trip hop, com vocais duplos dissonantes.

Continue Lendo “Nos ouvidos #13: Garden City Movement — Slightly All the Time”

Nos ouvidos #12: Anja Garbarek — The Will to Walk

Anja Garbarek me conquistou há muitos anos com sua voz suave e suas composições inusitadas que passeavam pelo pop, eletrônico, trip hop e jazz. Os últimos trabalhos solo da cantora e compositora norueguesa foram lançados em 2005 (o álbum Briefly Shaking e a trilha sonora para o filme Angel-A), e depois uma participação em 2008 em um álbum do compositor Steve Janson. Agora em 2018, a cantora finalmente vai voltar à ativa com um novo trabalho e gostei muitíssimo da primeira música revelada. Continue Lendo “Nos ouvidos #12: Anja Garbarek — The Will to Walk”

Nos ouvidos #11: Yaeji — raingurl / Last Breath / Feel It Out

A primeira vez que ouvi a música de Yaeji eu só pensei “que coisa estranha”. Bem, quando isso acontece, bastam alguns dias para eu ouvir novamente e mudar completamente de opinião — aconteceu exatamente isso com essa cantora. E era de se esperar: as músicas de Yaeji passam pela eletrônica, dance e house (estilos esses que aprecio bastante), tendo como diferencial o vocal único da cantora. Continue Lendo “Nos ouvidos #11: Yaeji — raingurl / Last Breath / Feel It Out”

Nos ouvidos #10: Billie Eilish — bellyache

Billie Eilish é uma cantora que surpreende com sua idade: a garota tem somente 16 anos e já produz música de qualidade. Conheci o trabalho dela como recomendação da cantora Fallulah no instagram e quando parei para perceber, eu já estava viciado. Continue Lendo “Nos ouvidos #10: Billie Eilish — bellyache”