Análise: SteamWorld Dig 2 (Multi)

 

SteamWorld Dig apareceu sem nenhum aviso e foi um grande sucesso: o título de mineração e plataforma cativou jogadores e foi lançado para vários consoles. Depois de um ótimo spinoff de estratégia, a desenvolvedora Image & Form resolveu investir em uma continuação direta. SteamWorld Dig 2, lançado para PC, PlayStation 4, PS Vita e Nintendo Switch, mantém a forma básica ao mesmo tempo em que adiciona novidades e ameniza vários dos problemas do original. O resultado é uma experiência familiar, viciante e variada. Continue Lendo “Análise: SteamWorld Dig 2 (Multi)”

Anúncios

Análise: Ys VIII: Lacrimosa of Dana (Multi)

Ys é uma franquia de RPG criada pela Nihon Falcom em 1987, com inúmeros jogos lançados até hoje. Ys VIII: Lacrimosa of Dana, lançado para PlayStation 4, PS Vita e PC, é o oitavo título da série principal e apresenta todos os conceitos básicos e familiares da franquia ao mesmo tempo em que introduz algumas novidades. Com personagens cativantes, história interessante e excelentes sistemas de jogo, Lacrimosa of Dana é uma experiência viciante. Continue Lendo “Análise: Ys VIII: Lacrimosa of Dana (Multi)”

Persona 5 (PS3/PS4): primeiras impressões

Depois de muita espera e adiamentos, Persona 5 finalmente chegará ao PlayStation 3 e PlayStation 4. O quinto título da franquia da Atlus vem com a promessa de trazer uma trama profunda, personagens carismáticos, refinamentos nos sistemas e ótimas mecânicas. Joguei por volta de 18 horas da nova aventura no PS4 e gostei muito do que vi, confira o que me chamou a atenção nesse início.

Continue Lendo “Persona 5 (PS3/PS4): primeiras impressões”

Análise: Shantae: Half-Genie Hero (Multi)

O novo jogo da garota meio-gênio é bem bonito, porém vários problemas fazem com que a aventura não seja tão prazerosa.

A meio-gênio Shantae surgiu lá no Game Boy Color em um jogo simpático e excepcional para os padrões do portátil, mas como saiu no fim da vida do console poucos jogadores tiveram a chance de experimentá-lo. A desenvolvedora WayForward continuou produzindo títulos da franquia, todos eles para portáteis Nintendo (mesmo que os últimos tenham sido portados para outros sistemas), e a popularidade foi aumentando. Shantae: Half-Genie Hero é o primeiro jogo da garota completamente pensado para consoles de mesa e tem como maior destaque o visual elaborado. O novo título funciona como uma espécie de reinício da série e resgata alguns conceitos clássicos, ao mesmo tempo em que experimenta novas características. Continue Lendo “Análise: Shantae: Half-Genie Hero (Multi)”

Meus 10 jogos favoritos de 2016

Em um primeiro momento, pensei que joguei muita coisa em 2016, afinal não faltaram lançamentos. Mas depois que parei para observar e montar uma lista, e, na verdade, experimentei poucos jogos. Percebi que essa sensação veio do fato de eu ter jogado títulos diferentes e repletos de ótimas experiências.

Continue Lendo “Meus 10 jogos favoritos de 2016”

Análise: Exist Archive: The Other Side of the Sky (PS4/PS Vita)

O título combina vários conceitos e usa uma série clássica como inspiração para criar uma jornada curiosa e interessante.

Exist Archive: The Other Side of the Sky é um JRPG para PlayStation 4 e Vita que não nega as suas origens. O jogo, que é um esforço conjunto das produtoras tri-Ace e Spike Chunsoft, é claramente baseado na série Valkyrie Profile. Os conceitos básicos de exploração, combate e até mesmo alguns temas da trama de Exist Archive são bem parecidos com os apresentados nas aventuras das valquírias. Entretanto, o título tem várias características únicas que lhe confere identidade própria. O resultado é uma aventura divertida, mesmo que com alguns problemas. Continue Lendo “Análise: Exist Archive: The Other Side of the Sky (PS4/PS Vita)”

Análise: Psycho-Pass: Mandatory Happiness (PS4/PS Vita)

Esse visual novel traz trama e personagens inéditos e é perfeito para os fãs da série animada.

Psycho-Pass é um anime conhecido pela sua trama densa e cenas chocantes. Por conta disso, nada mais natural que um jogo baseado nele tenha como foco justamente a história. Psycho-Pass: Mandatory Happiness é um visual novel para PlayStation 4 e PS Vita (e futuramente PC) que coloca o jogador no centro de uma narrativa tensa e interessante. Continue Lendo “Análise: Psycho-Pass: Mandatory Happiness (PS4/PS Vita)”

Análise: Hatsune Miku: Project Diva X (PS4/PS Vita)

O novo jogo da popular cantora Vocaloid tem poucas novidades, mas mantém as principais características divertidas da série.

Hatsune Miku é uma Vocaloid, ou seja, uma cantora cuja voz é sintetizada por meio de um programa de computador. No Japão, ela é extremamente popular e já apareceu em todo tipo de mídia, especialmente no mundo dos jogos — aos poucos ela também está aparecendo no Ocidente. Hatsune Miku: Project Diva X (PS4/PS Vita) é o novo título da série de ritmo Project Diva e traz algumas novidades em relação aos seus antecessores ao mesmo tempo em que mantém intactas as principais características da franquia.
Continue Lendo “Análise: Hatsune Miku: Project Diva X (PS4/PS Vita)”

Análise: ABZÛ (PS4/PC)

Controle um mergulhador e desbrave um mundo submarino deslumbrante.

A primeira impressão que se tem de ABZÛ (PS4/PC) é que ele se trata de um jogo de mergulho. Contudo, bastam alguns minutos para perceber que a aventura é muito mais profunda e interessante do que parece. É fácil entender o motivo: o título foi idealizado pelos criadores de Journey (PS4/PS3) e Flower (Multi). O resultado é uma experiência familiar, porém com várias nuances e qualidades próprias.

Continue Lendo “Análise: ABZÛ (PS4/PC)”

Análise: I am Setsuna (PS4/PC)

O título da Tokyo RPG Factory retoma características clássicas e traz uma aventura simples, porém divertida.

Os RPGs japoneses têm tentado se reinventar nos últimos anos com a presença de narrativas complexas, sistemas focados na ação e muita grandiosidade. Contudo, ainda há quem prefira uma aventura mais clássica, que remeta aos títulos das eras 16 e 32 bits. I am Setsuna, primeiro trabalho do estúdio Tokyo RPG Factory, retoma características de RPGs do passado, principalmente com a presença de batalhas por turnos e uma jornada para salvar o mundo. Com forte apelo à nostalgia e alguns sistemas modernos, o jogo lançado para PlayStation 4 e PC tem tudo para agradar veteranos e novatos. Continue Lendo “Análise: I am Setsuna (PS4/PC)”