Análise: West of Dead

Um pistoleiro em um purgatório em constante alteração é o protagonista de West of Dead, jogo indie de tiro controlado por duas alavancas. Combates intensos que combinam tática, destreza e uso inteligente do cenário como cobertura contra ataques são constantes no título, que conta com várias situações em que a morte está por um fio. Elementos de roguelike trazem variedade ao mundo do jogo, cuja ambientação mistura Velho Oeste e sobrenatural em um visual impactante. Talvez ele seja conservador demais em alguns aspectos, porém não deixa de ser uma experiência notável. Continue Lendo “Análise: West of Dead”