Resenha: S., de J.J. Abrams e Doug Dorst

“— É exatamente para isso que servem as fogueiras — diz. — Para partilhar histórias. Há uma ligação espiritual entre a chama e a narrativa.
S. concorda. Ele compreende intuitivamente a proposição de Stenfalk; criamos histórias que nos ajudam a moldar um mundo caótico, avançar em meio às desigualdades de poder, aceitar nossa falta de controle sobre a natureza, os outros, nós mesmos. Mas o que você faz quando não tem as próprias histórias?” (Pág. 146)

S. me intrigou desde a primeira vez que soube de sua existência. O livro, que é fruto de uma parceria entre o produtor J. J. Abrams (conhecido principalmente pela série Lost) e o romancista Doug Dorst, não é nada usual, pois apresenta histórias dentro de histórias, com enigmas e várias camadas. Além disso, o volume é muito bem produzido com notas escritas à mão nas margens e itens inseridos nas páginas, como postais, cartas e fotos. Depois de anos na minha estante, finalmente decidi encarar S. e gostei bastante da experiência. Continue Lendo “Resenha: S., de J.J. Abrams e Doug Dorst”