Análise: World to the West (Multi)

Depois do sucesso do título de puzzle e plataforma 2D Teslagrad (Multi), a desenvolvedora Rain Games resolveu criar uma continuação bem diferente. O resultado é World to the West, um título que apresenta uma aventura 3D repleta de puzzles espalhados por um mundo imenso, sendo o diferencial é a possibilidade de controlar quatro personagens que precisam trabalhar em conjunto para superar os desafios. O jogo foi lançado para PC, PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch. Continue Lendo “Análise: World to the West (Multi)”

Anúncios

Nos ouvidos #10: Billie Eilish — bellyache

Billie Eilish é uma cantora que surpreende com sua idade: a garota tem somente 16 anos e já produz música de qualidade. Conheci o trabalho dela como recomendação da cantora Fallulah no instagram e quando parei para perceber, eu já estava viciado. Continue Lendo “Nos ouvidos #10: Billie Eilish — bellyache”

Resenha: A Liga da Lei (Mistborn: Segunda Era #1), de Brandon Sanderson

“Havia uma emoção naquilo, no voo de um Lançamoedas. Era uma liberdade que nenhum outro alomântico conhecia. Quando ele dominava o ar, sentia a mesma empolgação que teve anos antes, quando partiu para arriscar a vida nas Terras Brutas. Desejava que estivesse usando seu casaco de bruma e que houvesse brumas ao redor. Tudo parecia funcionar melhor nas brumas. Diziam que elas protegiam os justos.”

A série Mistborn me conquistou com seu sistema de magia único, personagens cativantes e mundo bem construído. Depois de terminar a primeira trilogia, fiquei com muita vontade de revisitar esse universo criado por Brandon Sanderson. Para a minha sorte, o autor tinha mais planos para franquia. Mistborn: Segunda Era se passa 300 anos após as aventuras de Vin e Elend e tem como protagonista um vigilante chamado Waxillium Ladrian. A Liga da Lei, o primeiro livro dessa quadrilogia, traz uma história de ritmo bem diferente, com pegada steampunk, sem deixar de ser divertida. Continue Lendo “Resenha: A Liga da Lei (Mistborn: Segunda Era #1), de Brandon Sanderson”

Análise: Tiny Metal (Multi)

Nações em guerra é a temática principal de Tiny Metal, jogo indie lançado para PlayStation 4, PC e Switch. Claramente baseado na série Advance Wars, o título conta com confrontos estratégicos por turnos com temática militar (mas nada muito sério, a atmosfera é de um anime). Tiny Metal apresenta mecânicas já consagradas combinadas com algumas coisas novas, em uma tentativa de se destacar, e oferece uma experiência razoável, mesmo com a presença de alguns problemas. Continue Lendo “Análise: Tiny Metal (Multi)”

Minhas cinco leituras favoritas de 2017

Surpreendentemente, consegui ler bem mais do que imaginava em 2017. O mais curioso é que meu ritmo variou bastante: em várias semanas li quase nada, já em outros momentos devorei livros em questão de dias.

Continue Lendo “Minhas cinco leituras favoritas de 2017”

Análise: The Next Penelope (Switch/PC)

Combinar corrida, tiro, uma atmosfera futurista e mitologia grega pode parecer muito estranho, porém The Next Penelope consegue esse feito. Esse título indie produzido por um único desenvolvedor apresenta vários estilos diferentes, resultando em uma aventura diversa e única. Lançado anteriormente para PC, o jogo chega agora ao Nintendo Switch.

Continue Lendo “Análise: The Next Penelope (Switch/PC)”

Meus jogos favoritos de 2017

O ano de 2017 foi bem intenso no mundo dos jogos. Neste ano, a Nintendo lançou o Switch, o seu novo console híbrido, que já recebeu jogos excepcionais, como The Legend of Zelda: Breath of the Wild e Super Mario Odyssey. Os outros consoles também receberam ótimos jogos e vários títulos indies interessantes surgiram.  Continue Lendo “Meus jogos favoritos de 2017”

Nos ouvidos #9: Hindi Zahra — The Moon (feat. House of Spirituals)

Hindi Zahra é uma das minhas cantoras favoritas por conta de sua bela voz e suas composições suaves que apresentam características do soul e do jazz. Em 2015, ela lançou seu segundo álbum, intitulado Homeland, que me conquistou com sua aura tranquila, misteriosa e cativante.

Continue Lendo “Nos ouvidos #9: Hindi Zahra — The Moon (feat. House of Spirituals)”

Análise: Battle Chef Brigade (PC/Switch)

 

Battle Chef Brigade tem um dos conceitos mais criativos que já vi. Neste título, controlamos chefs guerreiros que participam de uma competição a fim de entrar em uma brigada de elite — todos os pratos são feitos com partes dos monstros abatidos. A receita contém puzzles, ação 2D, um pouco de RPG e até mesmo uma história cativante, o que resulta em uma experiência única e muito divertida. Continue Lendo “Análise: Battle Chef Brigade (PC/Switch)”

Análise: Hand of Fate 2 (PS4/PC)

 

Jogar Hand of Fate 2 me trouxe a sensação de estar participando de uma sessão de RPG de mesa: um mestre de jogo guia uma aventura repleta de escolhas baseadas em cartas. Combinando vários gêneros, como montagem de baralhos, ação e roguelike, a continuação do título de 2015 melhora boa parte dos aspectos do original, trazendo uma experiência mais variada e cativante. Continue Lendo “Análise: Hand of Fate 2 (PS4/PC)”