Análise: Otherworld Legends

Otherworld Legends usa conceitos consagrados em uma intensa aventura de ação. Não há grandes mistérios aqui: no controle de diferentes heróis, descemos o sarrafo em inúmeros inimigos e chefes. É difícil não se divertir com os comandos fáceis e ação fluida, mas a superficialidade dos sistemas fica aparente muito rápido. Lançado anteriormente para dispositivos móveis, o jogo chega ao PC em uma adaptação tecnicamente preguiçosa e com os vários problemas desagradáveis do modelo free to play.

Heróis perdidos no tempo e espaço

Um dia, guerreiros de eras distintas foram parar no Mirage, um universo paralelo criado por uma divindade maligna. Agora, para conseguir voltar para casa, os heróis terão que explorar locais de diferentes épocas da humanidade, como ruínas localizadas em um deserto, uma cidade no faroeste norte-americano e uma instalação militar no futuro distante. O objetivo da jornada é encontrar e derrotar Asura, o deus que tirou os guerreiros de seus locais de origem.

Em suma, Otherworld Legends é um jogo de ação e exploração de calabouços. Os heróis contam com ataques normais, um movimento defensivo (como esquiva ou bloquear ataques com um escudo) e duas técnicas especiais. Os estágios são divididos em salas e para liberar as saídas delas precisamos derrotar todos os inimigos. No fim de cada andar enfrentamos oponentes mais poderosos e um chefe nos espera na última parte da área.

Pelo caminho, podemos fortalecer os heróis com itens e armas com efeitos diversos. Há de tudo um pouco, como disparar mísseis ao desferir ataques normais, um artefato que diminui o tempo de recarga das habilidades especiais e uma pedra capaz de invocar aliados que ajudam em combate. Só é possível equipar quatro artefatos por vez, então é importante pensar com cuidado para criar combinações poderosas de habilidades.

O título é um roguelike, o que significa recomeçar desde o início ao morrer e mapas diferentes em cada tentativa. Entre as partidas, podemos utilizar itens para liberar personagens, desbloquear novas habilidades ou preparar bebidas para fortalecer temporariamente características dos heróis. Além da aventura solo, há também um modo multiplayer online.

Ágil e diverso, mas também superficial

Otherworld Legends tem como destaque a agilidade: é muito fácil combinar ataques normais e técnicas especiais em sequências devastadoras. Além disso, a progressão é descomplicada e com foco no combate rápido. As várias relíquias trazem um aspecto estratégico e ajudam a trazer variedade às partidas. Além disso, o visual em pixel art estilo 16-bits traz charme ao mundo do jogo.

É notável também a diversidade de estilos de heróis. Quan Huying usa golpes de kung-fu para montar combos ágeis. A feiticeira Katherine é extremamente frágil, porém conta com magias interessantes e poderosas. A mecânica Oli usa engrenagens deixadas por inimigos para criar torretas ou montar uma armadura. Já Hannah golpeia de longe com suas pistolas — só tome cuidado para não ficar sem munição na hora errada. Novas habilidades são liberadas conforme usamos os personagens e gostei de testar as várias combinações e estilos.

Mas, infelizmente, essas são as únicas características positivas do jogo. Para começar, tudo é muito superficial: os mapas são básicos e extremamente similares; poder equipar somente quatro relíquias tornam as builds bastante limitadas; os combates são banais a ponto de serem vencidos facilmente ao apertar repetidamente o botão de ataque; números e efeitos poluem a tela em um caos visual. O desafio também deixa a desejar com alguns personagens extremamente frágeis a ponto de serem quase inutilizáveis, picos estranhos de dificuldade e chefes poderosos demais.

Dos celulares para os PCs em uma conversão limitada

Otherworld Legends não é um roguelike criativo ou excepcional, mas até consegue ser divertido por algum tempo. No entanto, há um problema ainda mais grave que compromete profundamente a experiência: a adaptação preguiçosa.

O título foi lançado anteriormente para dispositivos móveis no formato “gratuito para jogar” e a versão para PC, infelizmente, reproduz o modelo de negócio predatório dessa categoria. Para começar, liberar conteúdo, como personagens e opções, exige uma dedicação surreal, pois a quantidade de itens disponibilizados nas partidas é bem reduzida. Muitos dos recursos, inclusive, estão limitados a missões diárias, que exigem jogar por 30 minutos ou mais. Não tem paciência? Basta desembolsar e adquirir algum dos inúmeros DLCs disponíveis.

Essa estratégia até seria justificável se a versão para PC fosse grátis, mas ela é paga. Para piorar, há elementos artificiais que nos forçam a gastar, como os cartões de reviver personagens que só podem ser adquiridos com os já escassos recursos. Aqueles que quiserem um progresso mais ágil podem adquirir um passe de temporada, prática comum de outros títulos grátis.

Por fim, a adaptação técnica não é das melhores. Em vez de ajustar a interface e os comandos para ter suporte a controles, a desenvolvedora simplesmente fez modificações discretas na versão de celulares. Com isso, é constante a necessidade de mover desajeitadamente um ponteiro com a alavanca para acessar opções na tela. Em vários momentos, inclusive, fui forçado a utilizar o mouse, pois não consegui executar certas ações com o controle.

Diversão efêmera

Otherworld Legends é um roguelike de ação descomplicado e ágil, mas de pouco impacto. O combate acelerado e acessível é o maior destaque e os diferentes estilos de jogabilidade de cada herói trazem variedade às partidas. No entanto, as mecânicas são superficiais demais, o que torna a experiência cansativa bem rápido.

Para piorar, o lançamento para PC é uma conversão quase direta da versão lançada anteriormente para celulares, o que significa uma interface mal adaptada para controles e inúmeros elementos inerentes de títulos free to play, como grande exigência de grind para desbloquear conteúdo. No mais, Otherworld Legends é um jogo superficial que prende por pouco tempo.

Otherworld Legends está disponível no PC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: