Minhas leituras favoritas de 2021

Em 2021 eu mantive o meu ritmo de leitura dos anos anteriores mesmo com uma rotina inconstante: tive alguns momentos bastante intensos e repletos de histórias, já em outras épocas eu fiquei semanas sem ler ao menos uma página. É natural que isso acontecesse, afinal meu 2021 foi bem caótico e repleto de mudanças. Mesmo assim, conferi algumas histórias bem bacanas, porém nada muito diferente do meu usual (o que não é ruim, pelo contrário).

Aqui no blog, acabei não cumprindo a promessa do ano anterior e não publiquei nenhum texto sobre as minhas leituras. Outras atividades acabaram tomando o meu tempo e fiquei ainda mais exausto que em 2020, então acabei não dando a devida atenção a esse tipo de texto. Desta vez não vou nem prometer nada, mas espero conseguir publicar alguma coisa de livros por aqui.

Minha lista completa de leituras pode ser conferida no Skoob e no Goodreads. Não deixe de ver também minhas escolhas dos anos anteriores.

História da menina perdida, de Elena Ferrante

Finalmente conferi o desfecho da Tetralogia Napolitana com História da menina perdida. Acompanhar o restante da vida adulta de Lenu e Lila foi bastante envolvente, em especial por causa dos vários rumos interessantes da trama. Assim como nos livros anteriores, Elena Ferrante aborda inúmeros temas notáveis, desta vez com o foco na chegada das protagonistas a uma idade mais avançada entre muitos tropeços e dilemas pelo caminho. É triste dar adeus a uma história que me cativou tanto, mas, por sorte, a autora continua na ativa e com certeza vou ler seus próximos trabalhos.

O Jardim de Bronze, de Gustavo Malajovich

Gosto demais de uma boa história de suspense investigativo, e O Jardim de Bronze é um ótimo representante do gênero. No livro, um arquiteto tem a vida destruída quando sua filha de quatro anos desaparece sem deixar pistas. Anos depois, ele é contatado por um exótico detetive particular e juntos começam uma investigação em busca da verdade. O conceito principal é um pouco batido, mas personagens elaborados e carismáticos, bom ritmo e uma trama com boas reviravoltas me prenderam até o fim.

O Imperador das Lâminas, de Brian Staveley

Sempre apreciei essas histórias épicas de fantasia. Sendo assim, em 2021 eu decidi dar uma chance a O Imperador das Lâminas e não me arrependo. O Império Annuriano está em crise após o assassinato de seu líder, e os herdeiros precisam lidar com uma conspiração sombria. Acontece que cada um dos filhos do imperador está em locais diferentes do reino: Kaden está isolado a anos estudando em um mosteiro, Valyn treina em uma força especial de assassinos, e a jovem Adare está na capital rodeada de figuras sorrateiras. Além de apresentar um mundo intrincado, O Imperador das Lâminas me envolveu com sua narrativa e personagens interessantes. O ritmo é meio arrastado, mas depois da metade eu fiquei constantemente intrigado com o que viria a seguir. Com certeza vou ler os volumes restantes da série.

Sangue Revolto (Cormoran Strike #5), de Robert Galbraith (JK Rowling)

Estava bastante ansioso para ler Sangue Revolto, o mais novo capítulo da série Cormoran Strike, e ele não me decepcionou em nenhum momento. Desta vez, o detetive Strike e sua assistente Robin Ellacott recebem como tarefa investigar um crime antigo nunca solucionado. E, como é de praxe, a dupla precisa lidar com inúmeros problemas pessoais, além da relação complicada entre os dois. Na essência, parece bastante com os livros anteriores, mas uma narrativa muito envolvente, personagens carismáticos e ótimos desenvolvimentos fizeram com que as mais de 900 páginas passassem voando — já quero muito o próximo livro.

Expiração, de Ted Chiang

Conheci o trabalho de Ted Chiang por meio do filme “A Chegada”, que foi inspirado em um dos contos dele. Expiração é a segunda coletânea de histórias curtas do autor em uma seleção instigante. Chiang aborda temas exóticos com toques de ficção científica e fantasia ao mesmo tempo que faz reflexões sobre a humanidade e o avanço da tecnologia. Por ser uma coletânea, a qualidade dos contos variam, porém a maioria deles é muito boa.

Das histórias, algumas me impactaram mais. “O mercador e o portal do alquimista” usa viagem no tempo para explorar os possíveis aspectos da inevitabilidade do universo; “A ânsia é a vertigem da liberdade” questiona o livre-arbítrio em uma sociedade que consegue se comunicar com universos paralelos por meio de um dispositivo; já “A verdade dos fatos, a verdade dos sentimentos” explora as possibilidades e as consequências de tecnologias relacionadas à memória humana.

Gente Ansiosa, de Fredrik Backman

Gente Ansiosa me instigou com sua premissa, porém se revelou muito mais no decorrer da trama. Um assaltante de banco, durante sua fuga, acaba usando um grupo de pessoas que visitava um apartamento disponível para aluguel como reféns. Acontece que nenhum dos indivíduos dessa história é convencional, e a narrativa vai para direções completamente inusitadas e absurdas. A situação com reféns é só um pequeno artifício para explorar personagens profundos e repletos de angústias, o que os torna bem humanos. Além disso, a narrativa prende com sua leveza e tem algumas surpresas interessantes. O tom é bem humorado, quase cômico e bobo, mas a mensagem por trás é profunda e tocante. Esta foi, de longe, a minha leitura favorita de 2021.


Menções Honrosas

  • Suíte Tóquio, de Giovana Madalosso
  • Poeira Lunar, de Arthur C. Clarke
  • Sombra e Ossos (trilogia), de Leigh Bardugo
  • Devoradores de estrelas, de Andy Weir
  • Entrelaçadas, de Kanae Minato

Decepções do ano

  • Pessoas normais, de Sally Rooney
  • Sangue, suor e pixels, de Jason Schreier
  • Apague a luz se for chorar, de Fabiane Guimarães
  • Jogador Número Dois, de Ernest Cline

E vocês, o que leram de legal em 2021? Deixem aí suas recomendações 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: