Nos ouvidos #3: Kate Bush — How To Be Invisible

Kate Bush é uma cantora eclética: seus álbuns são difíceis de definir por conta da grande variedade de estilos presentes nas faixas. Gosto muito de sua voz, que ora é suave e misteriosa, ora é poderosa e aguda. Perdi as contas das vezes em que ouvi Hounds of Love, seu quinto álbum — acho ele incrível, principalmente as músicas Hounds of Love, Jig of Life e Cloudbusting.

Minha escolha hoje vem do álbum Aerial, lançado em 2005, que consiste em dois discos temáticos. O primeiro, A Sea of Honey, é mais tradicional e tem composições sem muita relação entre si. Já o segundo, A Sky of Honey, é basicamente uma única faixa quase que completamente instrumental e retrata “aventuras ao ar livre em um único dia de verão, começando de manhã e terminando vinte e quatro horas mais tarde, com o próximo nascer do sol”.

How to be invisible é uma das minhas favoritas do álbum. É uma faixa fantasiosa, complementada pela ótima voz etérea de Bush. Gosto muitíssimo também da letra: Kate Bush dá uma receita de como ser invisível, repleta de coisas fascinantes e impossíveis como “uma pitada de fechadura”, “olho de Braile” e “caule de wallflower” (termo em inglês para aqueles tímidos em festas).

You take a pinch of keyhole
And fold yourself up
You cut along a dotted line
You think inside out
You jump ‘round three times
You jump into the mirror
And you’re invisible

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s