Minhas cinco leituras favoritas de 2012

 

Fantasia é a palavra que resume minhas leituras de 2012. A maioria dos livros que li no último ano foram histórias fantásticas: mundos incríveis, repletos de magia e intriga. Uma espécie de válvula de escape? Possivelmente. Reli algumas coisas e me aventurei também em muitas obras escritas em inglês. Acabei encontrando séries que passaram a ser favoritas, além de várias outras surpresas. Compilei, então, a lista das minhas cinco leituras favoritas de 2012.

~

O Temor do Sábio, de Patrick Rothfuss

foto-1634-2Kvothe é um personagem masculino que gosto muito. O motivo é simples: ele é excepcional, enquanto tem todas as fraquezas das pessoas normais. Mas a característica que mais gosto nele é o fato dele errar muito e ter defeitos nada heróicos. O início de sua história em O Nome do Vento me deixou intrigado e eu não esperava a hora de continuar a história. O Temor do Sábio começa exatamente no ponto onde o primeiro volume parou e expande o universo daquele mundo de ótima maneira. Foi ótimo conhecer melhor os Quatro Cantos da Civilização na companhia do protagonista. E Kvothe mudou completamente: ele amadureceu e mal lembra o menino indefeso de O Nome do Vento. Aguardo o final da trilogia com ansiedade e tristeza, por saber que uma história tão legal vai acabar.

~

Cabeça Tubarão, de Steven Hall

foto-1712Quando pensei em reler alguns dos meus livros favoritos, não pensei meia vez ao incluir Cabeça Tubarão na lista. A premissa parece ser clichê: um cara acorda e descobre que perdeu sua memória. Entretanto, aos poucos o protagonista descobre que sua existência está sendo devorada por um tubarão conceitual. Sim, é bem maluco, mas o autor trabalha tudo isso de maneira excelente. As coisas que mais gostei em Cabeça Tubarão são a escrita e o ritmo da trama, são poucos os momentos chatos. E claro, as inúmeras ilustrações legais e os segredos escondidos dentro e fora do livro.

~

Trilogia His Dark Materials, de Philip Pullman

foto-2277Lembro como se fosse agora eu devorando os dois últimos volumes da série His Dark Materials (Fronteiras do Universo em português). Minha curiosidade pelas aventuras de Lyra e Pan surgiram logo após eu ter assistido a adaptação cinematográfica. O interesse ficou ainda maior quando descobri que o livro tinha uma trama menos infantil que o filme e abordava várias questões interessantes como múltiplos universos. E de fato, quando terminei de ler The Golden Compass eu fiquei um pouco chocado e já sabia que tinha sido fisgado pela história. O primeiro livro parece só mais uma história de fantasia com uma garotinha como protagonista, mas a trama tomou proporções que eu nem imaginava nos volumes seguintes. Procura fantasia inteligente? A série His Dark Materials é para você.

~

1Q84, de Haruki Murakami

1Q84Haruki Murakami sempre aparece nas minhas listas. Natural, afinal ele é um dos meus autores favoritos. Eu mergulhei de cabeça em 1Q84, seu romance mais recente. Todas as características de Murakami aparecem nessa história: eventos sobrenaturais, universos paralelos, protagonistas determinados e solitários. O que mais me cativou foi a pressão psicológica enfrentada por Aomame e Tengo, os protagonistas da história. É tudo tão bem escrito e detalhado que é impossível não entrar também na história. Os poucos problemas são resultado do volume da obra. Por ser um livro de mais de 900 páginas, Murakami acaba repetindo demais algumas coisas e enrolando em outras. De qualquer maneira é uma excelente história, gostei muito.

~

Trilogia Abhorsen, de Garth Nix

foto-4177Gosto muito quando me surpreendo ou encontro algo novo e legal. Foi o que aconteceu comigo quando eu li a série Abhorsen (O Reino Antigo no Brasil), do australiano Garth Nix. Eu simplesmente não sabia nada da trama quando comecei a ler Sabriel, o primeiro volume da trilogia. Rapidamente eu estava apaixonado por Sabriel e sua luta contra os Mortos do Reino Antigo. São várias as coisas que eu gosto muito na trilogia Abhorsen. A primeira delas é o fato de que a necromancia é a arte de combate dos protagonistas, algo que nunca tinha visto antes e que o autor construiu muito bem. Depois a própria Sabriel, que é uma personagem forte e capaz desde o início, sendo que seu poder é fruto de seus próprios esforços. Por fim tem o belo mundo composto de Ancelstierre, Old Kingdom e Realm of Dead, três lugares completamente diferentes e que conseguem existir em equilíbrio. O único defeito da série para mim é Abhorsen, o último livro da trilogia: o desenvolvimento da história e personagens é próximo de nulo, por mais que seja uma aventura frenética e divertida.

~

Não tenho ideia do que vou ler em 2013. Não me recordo de nenhum livro ou série incrível no horizonte, o futuro é uma incógnita. Desejo somente que mais e mais surpresas apareçam, como em 2012. E você, o que me recomenda para este ano? 🙂

Anúncios

6 comentários em “Minhas cinco leituras favoritas de 2012”

  1. Anotei suas recomendações e já estava na minha lista a trilogia que inicia com a Bússula de Ouro, porque minha irmã já leu e amou. Li toda a saga Percy Jackson e gostei, agora estou lendo Os Legados de Lorien, já li Eu sou o número quatro e comecei o Poder dos Seis. Também já li A invenção de Hugo Cabret e também já vi a adaptação do cinema.

    Li apenas o primeiro livro de Cornélia Funke: Coração de Tinta.

    Alguns anos atrás li Robin Cook e gostei, só que não é fantasia.

    Outsiders, vidas sem rumo é um bom livro.

    Já leu os livros do Jô Soares? Eu já li 3 e gostei muito.

    Li bons comentários sobre um livro chamado Dark Life, mas não li ainda.

  2. Bom, cá estou em de novo comentando por aqui…
    Comecei 2013 lendo Contágio, de Robin Cook (que agora notei que a Nara do outro comentario citou o autor kkk devo dizer que ele é um bom autor, escreve romances ligados ao ramo medico, uma vez que o proprio autor é um, e tem uma lista bem grandinha de livros escritos… Já estou com outro exemplar dele esperando para ser lido: “Abduzidos”), que foi uma boa leitura, realmente recomendo apesar de não ser incrível kk e no momento estou lendo um livro bastante trabalhado, o autor se esforçou muito pra fazer dele o que ele é hoje, uma das maiores obras futuristas. Falo de Laranja Mecânica. O livro, do ponto de vista dos tradutores (se lermos a parte anterior à historia ficamos sabendo sobre o magnifico processo de escrita e tradução, falo magnifico por que me causou admiração, espero que não esteja me achando uma daquelas nerds chatas por causa do termo hahah) revela o que há por detrás da historia… Ainda não terminei de ler por se tratar de uma leitura um pouco dificil devido às inumeras girias que o proprio autor criou, mas acredito que apesar de não ter finalizado a obra ainda, no final vou acabar gostando do livro…
    Quanto à dicas de livros, finalizei o ano de 2012 com a leitura de A pedra da Luz… Não sei se você já leu, mas fica a dica.. Infelizmente até a gora só pude ler o primeiro volume, estou trabalhando a ideia de adquirir o segundo pra seguir na leitura.

  3. Ótimas recomendações, Farley! 🙂
    Comprei O Nome do Vento, apesar de não ter lido ainda. Bom saber que a continuação é tão boa quanto dizem ser o 1º livro.
    A Bússola de Ouro é outro que já está na minha estante, mas ainda não li.

    Abs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s