Não conte a ninguém, de Harlan Coben

Depois de ter gostado muito de Cilada, fui atrás de outros livros do Harlan Coben, já que o estilo dele me agradou muito. Acabei escolhendo então ‘Não conte a ninguém’, já que parecia bem interessante pela sinopse.

Em ‘Não conte a ninguém’ Coben usa a mesma receita: um mistério é revelado logo no início (normalmente um assassinato), só que aos poucos os personagens vão descobrindo furos nesses fatos e começam a ir atrás da verdade. Nesse caso o protagonista David Back recebe um estranho email enviado supostamente por sua esposa, morta brutalmente 8 anos atrás. Logo após de receber este email David é tomado como suspeito do assassinato de sua própria esposa, sendo assim ele começa a investigar, tentando descobrir o que na verdade está acontecendo e se ela está realmente viva.

Coben tem uma narrativa bem dinâmica e a todo momento detalhes do mistério vão sendo revelados. O texto flui bem, com muitas cenas de ação e capítulos curtos. Acontece também que essa narrativa às vezes é um pouco confusa, já que o foco da história fica alternando entre os vários personagens, mostrando fatos em sua maioria desconexos, sendo assim é preciso muita atenção para não perder nenhum detalhe e conseguir entender as revelações.

Os personagens são bem básicos e um tanto quanto superficiais, parece que Coben preferiu focar mais no ritmo da trama no que os personagens. David é o típico protagonista comum que acaba se envolvendo sem querer em algo bem maior que ele, Shauna é a amiga esperta do protagonista comum, Hester Crimstein é a advogada bruta… e por aí vai, personagens que já vimos em outros lugares. No fim das contas a impressão que se tem é de estar assistindo um filme, já que é difícil se identificar com personagens tão subdesenvolvidos e estereotipados. A trama parece bem interessante no início, mas é muito mal desenvolvida e no fim parece bem simples. A revelação no fim do livro também não causa impacto nenhum.

‘Não conte a ninguém’ é uma leitura rápida e descompromissada. Sim, tem vários pontos negativos, mas não deixa de ser uma leitura legal para quem gosta de romances policiais com toques de Hollywood.

Anúncios

4 comentários em “Não conte a ninguém, de Harlan Coben”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s