Minhas cinco leituras favoritas de 2010

Cá estou novamente com meus livros favoritos do último ano, assim como fiz no começo de 2010. Por mais que tenha sido um ano meio bagunçado na minha vida, a parte literária foi bem interessante. Foi até meio difícil escolher os melhores… e em contra partida eu também topei com coisas bem medianas, coisa que não me arrependo. Então segue a lista, em ordem de leitura. E para cada livro vai também um link para a resenha, vou me ater aos motivos de ter escolhido cada livro.

Eu sou o mensageiro – Markus Zusak

Assim que comecei a ler esse livro eu já sabia que seria um dos meus favoritos do ano (e de todos os tempos pra mim, haha). Os personagens são extremamente cativantes, a história é interessante (e emocionante) e a escrita é ousada. Se não fosse um pequeno problema “preguiçoso” o livro seria perfeito… mas gostei muitíssimo mesmo assim.

The Wind-Up Bird Chronicle – Haruki Murakami

Alguém ainda acha que não teria Murakami na minha lista? The Wind-Up Bird Chronicle é um romance muito ousado. Ele começa numa premissa completamente banal e desenvolve em algo completamente diferente, não deixando de ser interessante em nenhum segundo. Mais uma vez Murakami brinca com o real e o imaginário, resultando numa história repleta de personagens e situações inusitadas.

Maré Voraz – Amitav Ghosh

Nunca tinha nem ouvido falar de Amitav Ghosh, mas decidi arriscar por indicação do colega Marlo Renan. E não me arrependo, uma história estonteante. O que mais gostei aqui foram os personagens minuciosamente bem construídos, assim como as relações entre eles. O autor teve cuidado também de montar um universo completo, descrevendo completamente lendas e costumes do povo da região. Depois desse quero muito ler outras obras do autor.

O Nome do Vento – Patrick Rothfuss

Não sou muito fã de fantasia heroica, mas esse me surpreendeu. Um personagem principal interessante e um universo bem criado foram o que mais me cativaram aqui. Ok, tem algumas falhas como trechos desnecessariamente longos, termos enigmáticos e um final com anticlímax horrível… mas o resultado final é bem agradável, aguardo ansiosamente a continuação da série.

A Vida de Pi – Yann Martel

Premissa incrível, execução mediana… mas gostei mesmo assim. A Vida de Pi tem muitas reflexões legais e a história é conduzida de boa maneira (afinal como um garoto e um tigre conseguem viver juntos num bote salva-vidas por mais de 200 dias?). O começo é mediano, o meio é interessante (mas um pouco arrastado) e o fim é muito intrigante… o texto oscila um pouco, mas no fim o resultado é bom. E a principal questão que não gostei nesse livro foi o fato dele ser meio “nebuloso”, ou seja, as descrições não são claras o bastante para poder montar as cenas na mente, por mais que as indagações compensem esse problema.

Então é isso. Meu 2011 literário ainda é meio que um mistério pra mim, só tenho leve ideia do que me aguarda, o que é algo bom. 2010 explorei alguns estilos que eu não estava acostumado e pretendo continuar explorando mais estilos esse ano.

E você? O que leu ano passado e acha que vale a recomendação?

Anúncios

7 comentários em “Minhas cinco leituras favoritas de 2010”

  1. Oi! 😀

    Muito bacana a sua lista, também! Gostei das indicações. ^^
    Achei curioso o fato de você ter colocado determinados livros, mesmo não tendo gostado de alguns pontos importantes neles, como é o caso de ‘O nome do vento’ e o próprio ‘A vida de Pi’. ^^

    Esse post virou o mais aguardado entre todos, haha! XD
    Pelo menos quanto a mim, adoro fazer essa lista, selecionar só cinco, colocar as capas dos livros, escrever uma mini-resenha, etc. 😛
    É como se fosse uma espécie de cerimônia do Oscar dos livros, rsrs. Aliás, até estou pensando em fazer algo do tipo, divindo algumas categorias como “Melhor capa”, “Melhor premissa”, “Melhores diálogos”… o que acha? 🙂

    Abraços!

    1. Pois então, eu acho que as coisas não são perfeitas, logo tudo vai ter alguma coisa que não acho muito legal, hehehe…

      Sabe, a idéia de ter várias categorias é até interessante, mas acho que o meu ‘universo literário’ é muito limitado pra fazer algo significativo nesse estilo. Em 2010 mesmo eu li uns 28 livros… de um universo imenso de livros. Aí esse tipo de classificação ficaria meio tendenciosa, não?

      Abraço!

      1. É verdade, nem tudo é perfeito, então sempre vão existir defeitos, mesmo nas coisas de que gostamos, rsrs. É que a adjetivação “um final com anticlímax horrível” me pareceu forte para estar nessa postagem! XD

        Pois é, mas a idéia das categorias é justamente abarcar apenas os livros lidos no ano em questão, e não mais. ^^
        Minha média anual também gira em torno de 28 (engraçado!), e o “concurso” seria entre eles. ^^

        Abraços! 😀

        1. Ahh sim, você fala do meu comentário do ‘final’ de “O Nome do Vento”. O que acontece é que o autor vai prometendo uns fatos… e decide deixar pro segundo livro. Aí o livro termina de uma maneira muito truncada, sem contar que eu fiquei decepcionado (e me senti enganado, haha) pois eu queria muito ver o tal fato, hahahaha XD

          É, a idéia de fazer isso somente pros livros lidos é interessante… quem sabe no ano que vem? 😀

          Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s