A Vida de Pi, de Yann Martel

Eu sei o que os senhores querem. Uma história que não os surpreenda. Que confirme o que já sabem. Que não os faça enxergar mais alto, nem mais além, e tampouco de modo diferente. Querem uma história simples. Uma história imóvel. Querem factualidade seca, sem fermento. (pg. 336)

Pi Patel é um garoto indiano que tem uma vida tranquila na Índia. Seu pai é o dono de um zoológico, sendo assim ele já está acostumado com toda essa vida com os animais. Ao contrário de outros garotos da sua faixa etária, Pi está muito interessado em estar perto de Deus, sendo assim ele segue tanto o hinduísmo quanto o islamismo e cristianismo (fato esse que o faz passar por algumas complicações, ainda mais por conta de sua família não seguir nenhuma religião). Tudo muda quando o pai de Pi decide se mudar para o Canadá por conta de dificuldades na Índia. A família vende então os animais do zoológico e viaja em um cargueiro tendo como destino o Canadá. Acontece que o cargueiro naufraga e somente Pi e alguns dos animais que eram levados com ele sobrevivem em um bote. Desses animais somente um tigre de Bengala sobrevive… e Pi acaba tendo que dividir o bote salva-vidas com ele. Pi decide então que o tigre é vital para a sua própria sobrevivência, sendo assim ele passa a cuidar dele. E ele sobrevive pra contar a história.

Mais uma vez uma premissa me despertou a curiosidade. Fiquei extremamente instigado pra ver como uma história dessas se desenvolveria. Mesmo com algumas decepções eu gostei muito do resultado.

O começo é ruim, lento e sem muito sentido pra quem sabe a premissa do livro. Os capítulos são truncados também, com algumas longas e tediosas explicações, o que deixa a leitura cansativa… Mas até dá pra entender a parte inicial como uma preparação para o fato principal da trama, mas poderia ser um pouco mais curto sim. Mas o naufrágio acontece e o ritmo não muda muito… e continua assim até o fim. A escrita de Martel não é ruim, mas me pareceu um pouco nebulosa, tive dificuldade de construir mentalmente boa parte das descrições dele.

Mas as partes boas conseguem compensar os pontos ruins. Os acontecimentos interessantes são muito bons e instigantes, assim como a tensão constante que é a vida de Pi no bote. Martel teve o cuidado de construir bem a relação entre Pi e o tigre, assim como os motivos que fazem Pi manter o tigre vivo. A parte inicial, sobre a formação de fé de Pi, é uma reflexão interessante sobre o real papel das religiões na vida da sociedade, assim como a discriminação religiosa. E durante boa parte das passagens existem questões filosóficas envolvidas de maneira sutil, mesmo que com fatos aparentemente banais. Por fim é também inspirador, uma incrível história de superação, com um final que é muito mais do que aparenta. Ah, Martel construiu tão bem Pi que ele parece perigosamente real (em vários pontos eu até me perguntei se não era baseado em fatos reais).

O mais interessante de tudo foi pesquisando sobre o livro descobri que Yann Martel foi acusado de plágio por um autor brasileiro (Moacyr Scliar) logo depois do livro ter recebido um prêmio.  Mas como nunca nem ouvi falar de “Max e os Felinos” de Moacyr Scliar eu não tenho como dizer se isso é fato ou não… por mais que Yann Martel cite Scliar como “centelha de inspiração” nas notas do autor.

“A Vida de Pi”, no fim das contas, é muito interessante e me prendeu bem (mesmo nos pontos lentos). As lições da história são muito boas, assim como o protagonista e sua relação com o tigre. Muito bom!

Anúncios

2 comentários em “A Vida de Pi, de Yann Martel”

  1. Engraçado quem fez sucesso foi o Yann Martel e não Moacyr Scliar…xD acho que quando nos inspiramos em alguém acho que temos de mencionar e nem é um problema… mas eu imagino que seja coincidência mesmo… parece bem legal o livro, parabéns pela resenha Faru.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s