Impressões: Jogando arcades obscuros

Fazia eras que não entrava em um desses lugares com mil arcades (principalmente por conta dos preços proibitivos), mas em uma viagem recente a São Paulo acabei entrando na Hot Zone de um shopping e me surpreendi: tinha Taiko no Tatsujin  4 e Mario Kart Arcade GP2! Raridades! Corri para testar os dois e acabei descobrindo também After Burner Climax e compartilho aqui minha opinião.

Taiko no Tatsujin 4

Taiko no Tatsujin 4, como o nome sugere, é um arcade musical no qual se toca aqueles tambores Taiko. A máquina em si é bem interessante, com dois tambores que parecem bem reais e umas baquetas de plástico (essas não tão reais). O jogo em si é parecido com Donkey Konga (novidade nenhuma, já que os dois foram desenvolvidos pela Namco) e você tem que bater no tambor quando o marcador passar por cima do círculo vazio do lado esquerdo. Quando aparece um marcador vermelho deve-se bater no meio do tambor, enquanto o marcador azul é ativado ao bater no círculo branco na parte externa do tambor. Existem também os marcadores grandes (bata com as duas baquetas) e marcador contínuo (bata continuamente). Para o jogo entender as batidas você tem que bater BEM forte, o que me fez errar muitas vezes no começo. Acertar o marcador azul também é difícil inicialmente por conta da localização do círculo branco no tambor e sua área de ativação reduzida. Navegar nos menus não é muito intuitivo, tanto é que duas das quatro músicas que joguei foram selecionadas sem querer. As músicas são todas japonesas (como era de se esperar ) e vão do tradicional folclórico à músicas de anime. Eu joguei no nível fácil (já que não consegui mudar de dificuldade…) e mesmo as músicas com o maior nível de dificuldade foram fáceis, acertei quase 100% delas. É um jogo até legal, mas deve ser melhor ainda nos níveis mais difíceis. O ponto negativo é que só é possível jogar somente 2 músicas por crédito, achei muito pouco. Fato inusitado: enquanto eu jogava apareceram vários curiosos e ouvi comentários como “Nossa, que legal! ‘Taiko Hero’!!!”, hehehehe…. E uma pena também ter sido a versão 4 do jogo, que já está no 13.

Mario Kart Arcade GP2


Mario Kart Arcade GP2 é a segunda versão de Mario Kart para arcades, sendo que dessa vez é possível jogar com Pac-Man e um Tamagochi (!!!). A máquina é simples e tem dois pedais (acelerador e freio) e um botão ‘item’ no centro do volante. Outra característica da máquina é que ela tem uma câmera que tira uma foto/colagem sua para te identificar na corrida (por mais que as minhas ficaram horríveis, o lugar era meio escuro e a foto ficou ruim). Os controles são bem intuitivos, sendo a única técnica a ser dominada é a derrapada (dê um toque e segure o freio, sem soltar o acelerador, em uma curva). Mas no geral o jogo é fraco: só é possível jogar uma pista por crédito (as duas pistas que joguei não eram muito inspiradas, sendo que novas só vão abrindo conforme você vai passando das anteriores), os itens são estranhos (e inclusive não consegui usar nenhum item, joguei em duas máquinas diferentes e o botão de item em ambas não funcionaram!), o jogo é muito fácil e falta aquela bagunça característica de Mario Kart. Talvez jogando com mais pessoas (máximo 4, aparentemente) seja mais interessante. O mais chato de todos, fuja!

After Burner Climax


É um simulador de caças/aviões e sem sombra de dúvidas foi o meu favorito nessa jogatina. A máquina consiste de uma cadeira de caça, um manche (com gatilho para metralhadora e botão para mísseis) e uma alavanca para controlar a velocidade e ativar o movimento especial “Climax”. Após colocar o crédito e apertar start aparece um aviso na tela: “coloque o cinto de segurança”. Cinto de segurança??? Descobri então que a cadeira se mexe de acordo com a ação! O jogo é bem frenético e esse recurso da cadeira se mexer dá um nível de imersão bem legal, juntamente com a ajuda do som e gráficos. Os controles são bem intuitivos (um pouco sensíveis demais, mas se acostuma rápido) e o jogo é bem divertido e simples (basicamente exploda tudo que se mexe enquanto tenta se manter vivo). A duração do crédito é boa também, cheguei até a 4ª fase mesmo sendo um pouco ruim no jogo, sendo que cada uma destas dura por volta de uns 2 minutos.  Se algum dia você ver um arcade de After Burn Climax por aí não hesite e jogue, é muito bom!

Anúncios

5 comentários em “Impressões: Jogando arcades obscuros”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s