Minhas cinco leituras favoritas de 2009

Lendo o blog do colega Marlo Renan me deparei com um post muito interessante: 5 livros que li em 2009 e que você gostará de ler em 2010. Não sou muito fã de listas, mas achei a idéia bem interessante, logo aí vai minha lista com um pequeno comentário sobre cada obra:

Hard-boiled Wonderland and The End of the World – Haruki Murakami

Murakami aqui conta duas histórias separadas, que se passam em mundos distintos, mas com muitos pontos em comum. Em Hard-boiled Wonderland (capítulos ímpares) acompanhamos a trajetória de um calcutec, pessoa que é capaz de processar e encriptar dados usando a própria mente e seu envolvimento com um cientista – envolvimento esse que muda completamente sua vida. Em The End of the World (capítulos pares) a narrativa foca em um homem que chega a uma cidade completamente cercada e com costumes peculiares, sendo que ele não se lembra de nada do seu passado e o motivo de estar ali. Ele passa a trabalhar como um “leitor de sonhos”, enquanto tenta desvendar os mistérios da cidade.

Foi o primeiro livro que li do Murakami e ele foi suficiente para tornar o autor um dos meus favoritos. Todas as principais caracteristicas do Murakami estão presentes: solidão, surrealismo, sensualidade/sexualidade, a angústia do mundo moderno e especialmente os mistérios da mente.  A narrativa é rápida e envolvente, o ritmo é perfeito. Os personagens, mesmo que não tenham nomes (são identificados como “o cientista”, “a garota gordinha de rosa”, “a bibliotecária”, “o calcutec”), são extremamente bem construídos e verossímeis. Infelizmente o livro não foi traduzido para o português ainda, mas recomento muitíssimo a leitura em inglês mesmo.

O Jogo do Anjo – Carlos Ruiz Zafón

Segundo livro da quadrilogia barcelonesa de Zafón, O Jogo do Anjo narra a vida de David Martin: 28 anos, escritor, fracassado em todas áreas de sua vida e com os dias contados por conta de uma doença. Sua vida muda completamente com o surgimento de Andreas Corelli, estrangeiro que se diz editor de livros. Andreas propõe um trabalho à David, trabalho este que mudará completamente sua vida.

Retratada em uma Barcelona da década de 20, a história é repleta de mistério e de uma atmosfera sombria. Os acontecimentos têm várias mensagens escondidas nas entrelinhas, instigando ainda mais quem lê e sugerindo até uma releitura. Algumas características do ótimo A Sombra do Vento retornam como a livraria dos Sempere e o Cemitério dos Livros Esquecidos, o que deixa a experiência mais completa. Destaque principalmente para os capítulos finais, simplesmente de tirar o fôlego. Aproveite para ler ouvindo a “trilha sonora” do livro, feita pelo próprio Zafon.

A menina que brincava com fogo – Stieg Larsson

Segundo volume da trilogia Millenium, Stieg Larsson se concentra agora na dupla de protagonistas apresentados em Homens que não amavam mulheres. Depois de resolver o mistério do desaparecimento de Hariet Vanger, Mikael Blomkvist volta para a Millenium e prepara uma matéria importantíssima sobre tráfico de mulheres, enquanto Lisbeth Salender some e viaja pelo mundo. Tudo se complica quando amigos de Mikael são assassinados – e a principal suspeita é Lisbeth. Mikael acredita que Lisbeth foi incriminada e não foi a responsável pelos assassinatos e assim decide investigar o real responsável e provar que Lisbeth é inocente.

Esse segundo livro é uma evolução muito significativa do primeiro. O texto de Larsson está bem menos prolixo e conciso, tornando a leitura bem menos cansativa (por mais que ainda continue longa). Vários personagens secundários fazem parte da trama, mas todos eles são desenvolvidos o bastante para não caírem no esquecimento. Outro destaque é finalmente conhecer a misteriosa Lisbeth, assim como várias sub-tramas que de uma maneira ou de outra estão interligadas. A única ressalva é em relação aos capítulos finais e alguns acontecimentos absurdos, mas nada que estrague a experiência.

Demian – Herman Hesse

Demian narra a tragetória de Emil Sinclair e a descoberta de si próprio. Tudo isso começa a partir do momento que Sinclair conhece Max Demian, a partir desse encontro Sinclair passa a adentrar no “mundo negro” e passa a buscar a si mesmo.

O ponto mais forte de Demian são os temas abordados, como individualidade, evolução pessoal, reflexão introspectiva, religião, destino e a busca do ‘eu’ interior. O único problema são as partes finais, um tanto quanto vagas e que apelam um pouco demais pro misticismo. A linguagem não é muito complicada, por mais que a maioria das passagens convidam à reflexão.

Demian, é uma experiência muito instigante e interessante. A história é relativamente simples, mas os temas abordados e a reflexão proposta são muito bons.

 

Arrumando sua bagunça com Feng Shui – Karen Kingston

Ok, pode parecer estranho recomendar um livro desses, mas acho que é interessante variar um pouco o estilo. Aqui são abordados os problemas de se manter bagunças e dicas de como acabar com isso. O que achei mais interessante é que ele não fala somente da bagunça material, mas também da bagunça mental, física/biológica, bagunça ‘interpessoal’. Só não entendo muito bem o ‘Feng Shui’ no título, já que ele é abordado somente na parte da bagunça material (marketing?). Os pontos negativos são o excesso de misticismo em várias partes do livro, o deixando meio besta (como por exemplo uma dica de recitar um mantra ‘arrumativo’ ao arrumar a bagunça, como estou-pegando-esta-blusa-e-colocando-dentro-do-armário) e o excesso de depoimentos de terceiros, que nem ajudam tanto.

Acredito que dê pra aproveitar boa parte das idéias propostas, mesmo ignorando a parte mística. E uma vantagem é o fato de ser curto e simples de ler, tudo separado por assuntos.

E você? O que leu ano passado e acha que vale a recomendação?

Anúncios

7 comentários em “Minhas cinco leituras favoritas de 2009”

  1. Muito boa mesmo a ideia.

    Eu, como estou uma leitora absolutamente relapsa, acho que não li nem 5 livros em 2009 pra indicar.

    Vou tentar me inspirar nisso pra 2011, quem sabe.

    Adorei a indicação do livro de Feng Shui, realmente inusitada.

  2. quero ler o jogo do anjo
    ainda chegarei no a menina que brincava com fogo
    nem o feng shui coloca ordem no meu quarto xD
    e os outros até o título achei complexo, então o conteúdo deve ser altamente perigoso,rs.

  3. Olá, de novo! 😀
    Estou lisonjeado pelo fato de ter tido o meu nome mencionado no início do post. (haha)

    Gostei da lista. Já li ‘O Jogo do Anjo’, e realmente considero-o uma excelente leitura, principalmente para os que curtem “mistério” e “literatura que fala sobre literatura”. Zafón foi feliz ao escrever esse livro.

    Tenho vontade de ler o do Murakami, mas, como ele ainda não foi traduzido para o português e eu não consigo encarar uma leitura em outro idioma, fico mesmo na espera. Enquanto isso, vou providenciando por aqui ‘Minha Querida Sputnik’.

    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s